Mantendo a calma na hora da prova (parte 1)

09/10/2017 - 05h00

Foto: Holambra (arquivo pessoal)


Ficar nervoso na hora da prova é um grande atalho para se sair muito mal. Geralmente associado à ansiedade, esse nervosismo toma um lugar gigantesco na sua cabeça e atrapalha o seu raciocínio, que deveria estar voltado inteiramente para resolver as questões à sua frente. Como resultado, você acaba produzindo respostas muito aquém daquilo que você conhece.

É preciso falar sobre o assunto, definitivamente. Estudar durante meses, ou anos, e ver tudo desmoronar apenas porque você não conseguiu controlar as suas emoções no momento da prova não é algo que você deve deixar acontecer, ainda mais quando há muita coisa, mas muita mesmo, que você pode fazer para evitar com que isso ocorra.

Vamos lá.


1. Não fique pensando na prova durante a sua preparação

Há tempo para tudo nessa vida e cada dia tem seus próprios problemas. Tais máximas estão presentes em vários livros religiosos e filosóficos. Se hoje é dia de estudo, não é dia de pensar na prova. Simplesmente esqueça o exame. Se, durante os seus estudos, você começar a pensar em você lá resolvendo questões, em uma sala com inúmeros outros candidatos, tente mudar o foco do seu pensamento.

A ansiedade é um mal estar gerado por pensamentos sobre o futuro, especialmente as incertezas que tal futuro pode trazer. Então, o primeiro passo é não pensar no que está pela frente. Concentre-se no dia a dia de estudos, crie metas para a sua preparação e se fixe nelas. A prova? Deixe para lá. No dia em que ela chegar, ela será o seu problema. Hoje, não.

Enfim, repito: deixe longe de você qualquer pensamento sobre o dia do concurso. Pensamentos assim só vão ajudar a criar um clima de ansiedade e nervosismo. Mais do que isso, vão atrapalhar os seus estudos e não vão te ajudar em absolutamente nada. Tudo o que você precisa fazer para não ter problemas na hora da prova é estudar e, isso, você já está fazendo.

2. Faça exercícios físicos

Mente sã em corpo são. Mesmo que você não tenha muito tempo para outras atividades além da preparação para concursos, separe alguns minutos diários para fazer um exercício físico. Os benefícios são tantos que poderíamos escrever vários textos sobre isso. Mas, vou me concentrar apenas em alguns. Quando você fica nervoso, já reparou que o seu coração dispara e a sua respiração fica mais ofegante? Pois se você praticar exercícios com regularidade, será muito mais fácil controlar essa taquicardia e essa função pulmonar acelerada. Além disso, atividades físicas levam a um relaxamento maior e você, no dia a dia, reduzirá o seu quadro de ansiedade, algo fundamental para chegar bem à prova.

3. Faça atividades de relaxamento

Se você é extremamente ansioso, a ponto disso atrapalhar não apenas na hora da prova, mas também durante o cotidiano de preparação para o concurso, procure uma atividade que seja relaxante, que trabalhe o corpo e libere a sua mente. Nesse sentido, yoga pode ser uma boa escolha, assim como o pilates. Também vale qualquer exercício que trabalhe a respiração, pois controlar a respiração é um dos grandes segredos para você conseguir evitar uma disparada do nervosismo ou para conseguir voltar ao normal, caso isso já tenha acontecido.

4. Procure um psicólogo

Eu já fiz terapia. Conheço muita gente de sucesso que já fez, pessoas que você vê como símbolos de equilíbrio e autoconfiança e que, por isso, nunca imaginaria que fazem terapia. Nossos preconceitos nos levam a pensar que só precisa de um terapeuta quem é fraco e desequilibrado. Bobagem. Na verdade, ninguém é 100% forte a ponto de, nunca na vida, precisar do apoio de um profissional que estudou anos para facilitar o reencontro dos pacientes com o equilíbrio próprio.

Se você é uma pessoa extremamente ansiosa, se você tem problemas para estudar ou perde a cabeça na hora da prova, faça um tratamento com um terapeuta. Eu nunca fiz para concursos, mas já fiz para outras questões e me surpreendi com o resultado. Recomendo. Pode ser a diferença entre você ser aprovado ou não, dependendo do seu grau de nervosismo e ansiedade.


Essas são algumas dicas iniciais, voltadas para a fase anterior à da prova. Vamos falar, ao longo de mais alguns textos, sobre técnicas bem bacanas para espantar o nervosismo na hora da prova especificamente.


Alexandre Henry

Professor e Juiz Federal




Confira outros textos publicados com dicas para concursos:


- Material de estudo: doutrina x manuais x resumos

- 2ª fase: uma dica para melhorar as suas respostas

- Quando a 2ª fase do concurso é a pedra no seu sapato (parte 2)

- Quando a 2ª fase do concurso é a pedra no seu sapato (parte 1)

- Uma dica para controlar o tempo durante os seus estudos

- As bancas de concursos têm preconceito contra pessoas mais velhas?

- Dicas para responder questões de múltipla escolha

- As duas vezes em que achei que tudo estivesse perdido

- Como se concentrar durante os estudos (parte 2)

- Como se concentrar durante os estudos (parte 1)

- Pensou em desistir dos estudos? Use a técnica do barquinho!

- Como saber qual é a hora de desistir dos concursos?

- A insegurança na preparação para concursos

- Dicas para responder questões do tipo "falso" ou "verdadeiro"

- Um estudo que não pode faltar em sua preparação para concursos

- Prova de 1ª fase: uma dica que vale para todos os concursos

- Deixar de trabalhar para estudar o dia todo é recomendável?

- É possível passar em um concurso estudando por apostilas?

- Jurisprudência: dicas de como organizar seus estudos


P.S.: confira o guia que fizemos para o curso de técnico e analista da Justiça Federal. Ele traz uma pesquisa completa com 699 aprovados. Clique aqui para acessar.





As 10 mais

Publicidade

Faça sua busca detalhadamente

QUESTÃO

PEÇA

SENTENÇA

Mostrar Apenas:
https://cdnjs.cloudflare.com/ajax/libs/toastr.js/latest/toastr.min.js