Mantendo a calma na hora da prova (parte 2)

11/10/2017 - 05h00

Foto: Cordilheira dos Andes (arquivo pessoal)


No texto anterior sobre manter a calma na hora da prova, eu falei sobre quatro pontos que devem ser cuidados por você:


a) Não fique pensando na prova durante a sua preparação.

b) Faça exercícios físicos.

c) Faça atividades de relaxamento.

d) Procure um psicólogo (se for preciso).


Perceba que nenhum desses conselhos se refere à hora da prova em si, mas aos longos dias de preparação que antecedem o dia D. O fato é que, assim como a sua preparação é construída ao longo de meses e até anos de estudo, o controle emocional para não perder a calma no momento do exame também é construído com antecedência.

Pois bem, ainda de forma prévia, há outros cuidados que você deve tomar.


5. Evite comportamentos que geram ansiedade

Se você procurar na internet "comportamentos que geram ansiedade", verá inúmeros artigos dando conselhos importantíssimos para não deixar que sua vida vire uma pilha de nervos. Eu li vários desses artigos e colhi algumas dicas bem interessantes e óbvias.


a) Evite as noites mal dormidas: o sono relaxa, o sono acalma. Dormir mal bagunça o cérebro, prejudica a memorização e atrapalha gravemente os estudos. Isso, por si só, já vai te deixar mais ansioso.

b) Desgrude das redes sociais: eu ainda vou escrever um texto só sobre isso, mas não dava para deixar de falar no problema agora. As redes sociais geram ansiedade na mesma proporção de seus acessos a elas. Quanto mais você para tudo para conferir postagens novas ou responder mensagens, mais você vai querer fazer aquilo, menos atenção terá nos estudos, menos concentração, mais desespero, mais ansiedade etc. Não entre nessa espiral negativa.

c) Não consulte o e-mail a cada minuto: certa vez, li um conselho muito interessante. Ele dizia que você não precisa olhar seu e-mail em intervalos menores do que duas horas, porque, se for algo realmente urgente a ponto de você ter que ser avisado em um intervalo menor do que duas horas, a pessoa vai te ligar. Assim, evite ficar consultando para ver se chegaram novas mensagens, comportamento que também gera ansiedade.

d) Anote o que você tem para fazer: eu me acostumei a usar agenda. Dessa forma, eu só tenho uma preocupação: olhar minha agenda periodicamente, para ver o que eu tenho que fazer. Eu não me preocupo se tenho que me lembrar do dentista, do médico, de pagar a conta X ou Y. O que eu tiver que fazer estará anotado na agenda do celular, que, inclusive, tocará um aviso na hora ou dia do compromisso. Ficar preocupado com compromissos futuros é, definitivamente, uma excelente forma de ficar mais ansioso.

e) Não adie o que tem que ser feito: esse é outro comportamento que eu procuro adotar. Se eu tenho uma tarefa para fazer, prefiro acabar com aquilo logo. Se eu for enrolando, eu vou continuar tendo a tarefa para fazer e, pior do que isso, vou ver crescendo dentro da minha cabeça a preocupação com o que eu tenho que fazer. Isso é horrível e gera uma ansiedade tremenda. Assim, se há algo que você tem que cuidar, cuide logo daquilo e vire essa página.

f) Evite pensamentos negativos: a ansiedade é, por definição, o medo de um evento futuro rodeado de incerteza. Quando você não pensa nesse evento futuro ou quando o carrega de tintas coloridas e positivas, você diminui o seu medo e, consequentemente, a ansiedade. Isso vale para tudo. Apareceu um pensamento negativo, tente distrair a sua cabeça com outras coisas.


Daria para enumerar mais um monte de comportamentos, mas fiquemos com esses aí, por enquanto. O importante é você tentar identificar tudo o que pode gerar em você mais ansiedade e correr disso. O relaxamento durante a fase de estudos certamente te acompanhará no momento da prova. A ansiedade, também.


6. Cuidado com os fóruns/grupos de concurseiros

Eu poderia ter colocado esse conselho acima, dentro dos comportamentos que geram ansiedade, mas decidi abrir um tópico exclusivo para ele, dada a sua importância. Hoje em dia, especialmente com as redes sociais e os grupos de concursos, é muito comum que você receba muita informação vinda de outros estudantes. Quando é alguém legal, que compartilha com você dicas interessantes de estudo, de provas e mensagens de estímulo, maravilha. Mas, tem gente que gosta de compartilhar o conhecimento que tem sobre determinado assunto apenas para se exibir (ainda que inconscientemente), assim como muitos estudantes ficam postando mensagens sobre bibliografias imensas que estão adotando.

Fuja disso.

Na minha época de estudos, a gente se concentrava mais em fóruns de concurseiros, ou seja, páginas da internet que permitiam aos estudantes postarem mensagens. Nesses fóruns, era muito comum haver longos debates sobre o melhor material de estudo, sendo que, a cada dia, aparecia uma nova postagem com estudantes trazendo listas ainda maiores de livros. A sensação que eu tinha era a de que o sujeito ia à livraria, perguntava ao vendedor quais eram as coleções doutrinárias mais extensas, só para postar umas quatro ou cinco de cada disciplina e dizer que estava estudando por elas. Pura bobagem, puro engodo.

Enfim, esse é só um exemplo para você perceber que nem sempre as mensagens em grupos e fóruns de estudantes são positivas. O que você deve fazer é prestar atenção para ver se aquilo ali não está te causando ansiedade. Se estiver, saia do grupo. Outra coisa: na linha do que eu já disse acima, cuidado com o tempo e o número de acessos às redes sociais, mesmo aos grupos de concurseiros. Bater papo com um estudante, mesmo que seja sobre concursos, não é estudar. Só te toma um tempo precioso, provoca ansiedade e prejudica os estudos.


É isso, por hoje. Vamos falar ainda mais do assunto, pois é um tema importantíssimo para evitar uma tragédia na hora da prova. Guarde, por ora, apenas uma frase: fuja de tudo o que causa ansiedade!


Alexandre Henry

Professor e Juiz Federal


Obs.: mande a sua dúvida ou sugestão de tema para conteudo@justutor.com.br



Confira outros textos publicados com dicas para concursos:


- Mantendo a calma na hora da prova (parte 1)

- Material de estudo: doutrina x manuais x resumos

- 2ª fase: uma dica para melhorar as suas respostas

- Quando a 2ª fase do concurso é a pedra no seu sapato (parte 2)

- Quando a 2ª fase do concurso é a pedra no seu sapato (parte 1)

- Uma dica para controlar o tempo durante os seus estudos

- As bancas de concursos têm preconceito contra pessoas mais velhas?

- Dicas para responder questões de múltipla escolha

- As duas vezes em que achei que tudo estivesse perdido

- Como se concentrar durante os estudos (parte 2)

- Como se concentrar durante os estudos (parte 1)

- Pensou em desistir dos estudos? Use a técnica do barquinho!

- Como saber qual é a hora de desistir dos concursos?

- A insegurança na preparação para concursos

- Dicas para responder questões do tipo "falso" ou "verdadeiro"

- Um estudo que não pode faltar em sua preparação para concursos

- Prova de 1ª fase: uma dica que vale para todos os concursos

- Deixar de trabalhar para estudar o dia todo é recomendável?

- É possível passar em um concurso estudando por apostilas?

- Jurisprudência: dicas de como organizar seus estudos


P.S.: confira o guia que fizemos para o curso de técnico e analista da Justiça Federal. Ele traz uma pesquisa completa com 699 aprovados. Clique aqui para acessar.





As 10 mais

Publicidade

Faça sua busca detalhadamente

QUESTÃO

PEÇA

SENTENÇA

Mostrar Apenas:
https://cdnjs.cloudflare.com/ajax/libs/toastr.js/latest/toastr.min.js