Questão
MPF - 28º Concurso para Procurador da República - 2015
Org.: MPF - Ministério Público Federal
Disciplina: Direito Ambiental
Questão N°: 007

clique aqui e responda esta questão
Enunciado Nº 000064

Quando uma comunidade tem prática cultural que submete animais à crueldade, há conflito entre bens jurídicos. É possível que a comunidade seja uma minoria étnica.


a) Defina os bens jurídicos em conflito, no contexto do ordenamento jurídico brasileiro.


b) Ofereça uma solução, com base nos paradigmas antropocêntrico, biocêntrico e culturalista. (Esclarecemos que não é preciso conceituar cada um desses "paradigmas" nem considerar que todos são independentes entre si; eles apenas devem ser explicitamente levados em consideração) .


c) Comente a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal sobre o assunto .


(Máximo de 60 linhas. O que ultrapassar não será considerado)

Resposta Nº 005073 por Aline Fleury Barreto


a). Algumas questões éticas são reincidentes no Direito ambiental atual, como a apresentada, que oferece colisões entre o direito à manifestação cultural e práticas tradicionais e o direito à proteção dos animais. Embate semelhante foi observado pelo STF por ocasião da análise da constitucionalidade da farra do boi, praticado no Estado de Santa Catarina. De um lado havíamos o respeito à integridade animal e de outro a preservação da tradição cultural da farra do boi. O STF adotou posição biocêntrica, de modo a proteger a vida dos bovinos.

B). Para cada paradigma ético adotado, uma solução. Sob o ponto de vista antropocêntrico, é o homem o real sujeito de Direitos, e, portanto, a manifestação cultural humana, passada de geração em geração haveria de prevalecer a favor do homem. Sob o ponto de vista bio ou ecocêntrico, qualquer ser vivo é sujeito de Direitos, e neste sentido, entre o direito a vida (animal) e a difusão da atividade habitual (ser humano), prevaleceria o direito a vida com o cerceamento da tradição. Sob o ponto de vista culturalista, a cultura é um fim em si mesmo, que deve ser preservada a par das atividades-meio consideradas por si só. Este aspecto influenciou o legislador na confecção da EC nº 96 de 2017, a qual eliminou definitivamente a questão da inconstitucionalidade da farra do boi declarada pelo STF, uma vez que as manifestações, a priori cruéis contra animais, constituiriam patrimônio cultural brasileiro (art. 225, § 7º, CF). 

As visões culturais e antropocêntricas levam quase sempre a mesma conclusão, muito embora as razões justificantes se apoiem em pilares distintos.

Outras Respostas deste Enunciado
Clique em cada nome para ver a resposta.

Elaborar Resposta

Veja as respostas já elaboradas para este enunciado

Elabore a sua resposta agora e aumente as chances de aprovação!


Faça seu login ou cadastre-se no site para começar a sua resposta.


É gratuito!


0 Comentários


Seja o primeiro a comentar

Pessoas que mais responderam

01º Jack Bauer
407 respostas
02º MAF
358 respostas
03º Aline Fleury Barreto
158 respostas
04º Carolina
140 respostas
05º Sniper
128 respostas
06º SANCHITOS
127 respostas
07º amafi
105 respostas
08º Guilherme
95 respostas
09º Gabriel Henrique
88 respostas
10º arthur dos santos brito
84 respostas
11º andregrajau
74 respostas
12º rsoares
72 respostas

Ranking Geral

01º Jack Bauer
3254 pts
02º MAF
3086 pts
04º Aline Fleury Barreto
1410 pts
05º SANCHITOS
1403 pts
06º Guilherme
1079 pts
07º Carolina
1064 pts
08º amafi
998 pts
09º Natalia S H
888 pts
10º Sniper
887 pts
11º Eric Márcio Fantin
789 pts
Faça sua busca detalhadamente

QUESTÃO

PEÇA

SENTENÇA

Mostrar Apenas:
https://cdnjs.cloudflare.com/ajax/libs/toastr.js/latest/toastr.min.js